O amor é filme

"O amor é filme

Eu sei pelo cheiro de menta e pipoca que dá quando a gente ama
Eu sei porque eu sei muito bem como a cor da manhã fica
Da felicidade, da dúvida, dor de barriga
É drama, aventura, mentira, comédia romântica..."


Não sei se vocês também já tiveram a sensação de achar que o amor desejado mesmo está nas telinhas do cinema, tv, enfim, em todas as telas menos na tela da vida real. Normalmente sempre há casais nas histórias do cinema e esses, são quase sempre aparentemente perfeitos para nós, mesmo com alguns defeitos que acabam até passando por invisíveis diante das virtudes que nos encantam. E daí quando o filme acaba, você fica com aquela cara de bobo(a) como que tivesse fumado alguma erva muito poderosa para ter te deixado naquele estado de êxtase surreal. Entretanto, sem demora, você acorda e pensa: "isso só em filme mesmo". Mentira ok José e Josefina?! Como dizia a letra da música no início da postagem "o amor é filme", leu bem? É e não, 'está no filme'. É meu amor, porque aquilo tudo alí é uma encenação baseada no amor da vida real. E não é mesmo? O amor que a gente vive é a aventura mais gostosa da nossa vida, causa felicidade com algumas dúvidas que certas vezes nos causam certa tristeza que não é 100% triste pois tristeza de amor sempre esconde uma ponta de prazer e mentimos, mentiras sinceras para não perder a pessoa amada, fazemos todo um drama muitas vezes à toa pois no outro dia quando amanhece já estamos prontos para amar novamente mais uma vez, então a gente sorri e pensa que tudo isso não passa de uma comédia romântica.


Um belo dia a a gente acorda e hum...


Um filme passou por a gente e parece que já se anunciou o episódio dois!
É quando a gente sente o amor se abuletar na gente tudo acabou bem,
Agora o que vem depois...
O amor é filme
Eu sei pelo cheiro de menta e pipoca que dá quando a gente ama
Eu sei porque eu sei muito bem como a cor da manhã fica
Da felicidade, da dúvida, dor de barriga
É drama, aventura, mentira, comédia romântica
É quando as emoções viram luz, e sombras e sons, movimentos
E o mundo todo vira nós dois,
Dois corações bandidos
Enquanto uma canção de amor persegue o sentimento
O Zoom in dá ré e sobem os créditos
O amor é filme e Deus espectador!
"- A gente devia ser como o pessoal do filme, poder cortar as partes chatas da vida, poder evitar os acontecimentos!
Num é?!?!"
música de Cordel Do Fogo Encantado


@Calima_v

1 comentário(s) no abstra!:

Nanda Ísis//? at: 07 setembro, 2011 disse...

Só podia ser essa música né Carol? kkkk' eu gosteii muito do post, mas ainda não é o meu preferido, é o !Rock ;) mas não tem como escolher meeesmo o melhor, porque todos são *perfect ;D